Quarta, 10 Dezembro 2014 22:34

"O Anjo de Cem Asas"

Avalie este item
(5 votos)

 

Quando me propus a escrever o livro O Anjo de Cem Asas,

sabia que não seria fácil!

Sair de um contexto em que vinha escrevendo as nuances
do sentir no universo feminino no livro A Centaura e a
Esfinge e me debruçar em mim mesmo, nas minhas
idiossincrasias e no que percebia à minha volta a respeito de
amar, viver e sentir me remontou à necessidade que era
premente: ser fiel e leal ao que minha alma mandava minha
mão escrever.
O livro O Anjo de Cem Asas apresenta a densidade
desses textos que apesar disso têm a leveza de voar até o
entendimento de quem os lê. Essa dualidade se faz presente
até o último poema, a última linha, a última perda de fôlego
que se puder ter.
O Anjo de Cem Asas vem contar, em versos, histórias e
estórias para quem ama e expõe esse amar como se
derramasse sentimentos a cada rima lida. Procura, na
identidade com o cotidiano de cada leitor, a real face do
maior e mais banalizado sentimento humano, o Amor.
O Anjo de Cem Asas tece uma saga que permeia todo o
livro: Tentar humanizar e possibilitar sentir a vida como um
todo, derrubar as defesas que sentimentos menores
impõem, deflagrar a liberdade de amar. Isso sem levantar
bandeiras nem questões, pois amar não se questiona; se ama
ou não se ama.
O Anjo de Cem Asas busca a redenção do Amor e mesmo
alquebrado diante do descrédito, insiste em se perceber cada
vez mais e promover uma queda... não de penhascos ou
prédios altos, mas da sua própria altura com a certeza de que,
ainda, pode e vai voar muito. Mesmo que humano.

Jorge Baptista Carrano

 

 

 

004660795
MyMural - Mural de Recados

Jorge Guedes

Diretor Web Tv, Web Rádio e Portal Jorge Guedes, de Salvador - Bahia.

Olá amigos! O Portal Jorge Guedes é Agente Cultural - Nº SNIIC: 41760 G & M Comunicações [...]


Veja Mais...